O que você deve monitorar em sua rede? - Made4it
Made4it - Como configurar Zabbix 6.0 1
Como configurar Zabbix 6.0 LTS
29/03/2022
gato net
Como identificar um Gato net ou internet ilegal?
02/05/2022

O que você deve monitorar em sua rede?

Made4it - 3

O monitoramento das redes de provedores é essencial para garantir que a entrega do serviço jamais será interrompida. Existem diversas ferramentas e protocolos que podem ser utilizados para realizar esse monitoramento, porém neste artigo vamos focar no Zabbix com monitoramento via SNMP v2.

Começando pelo Roteador borda da rede ou Roteador de BGP, temos os seguintes itens a serem priorizados no monitoramento: Sessões BGP, interfaces físicas e lógicas (nessas são monitorados tráfego, status operacional, taxa de erros, e sinal da fibra), e por fim, os status do equipamento (temperatura, processamento e utilização de memória).

O monitoramento das sessões BGP é essencial para detecção e correção de problemas que podem causar lentidão e até mesmo interrupção da navegação na rede e tornar ruim a experiência do cliente final do provedor. Já o monitoramento das interfaces garante a detecção rápida de rompimentos de fibra, portas com problemas, assim acelerando o processo de correção de problemas que podem causar interrupção na entrega de conexão para o cliente.

As informações de status é o quadro de saúde do equipamento, monitorando o status é possível dizer se o equipamento precisa de mais refrigeração, se precisa de mais memória (se possível) e até mesmo planejar a troca do equipamento antes que ele chegue ao seu limite.

Em seguida temos o backbone da rede, que é composto geralmente por switchs de alta capacidade, CGNAT e BNG/BRAS/Concentradores, nesses equipamentos monitoramos os seguintes itens:

Switchs e CGNAT– Interfaces físicas e lógicas e status do equipamento;

BNG/BRAS/Concentrador – Além das interfaces e do status podemos monitorar a quantidade de clientes PPPoE ativos.

O monitoramento da quantidade de clientes PPPoE ativos auxiliam na detecção de quedas de clientes, somado ao monitoramento das OLTs, se torna uma ferramenta poderosa pois antes dos clientes começarem a ligar para perguntar o que houve o provedor já estará solucionando o problema.

No monitoramento das OLTs temos as interfaces de uplink (contém, os mesmos itens das interfaces físicas), status do equipamento e o tráfego por porta PON. O monitoramento de PON ajuda a detectar de forma mais precisa qual grupo de clientes ficou sem navegação ou teve algum problema de rompimento de fibra.

Por fim, nos servidores realizamos o monitoramento dos Servidores físicos (hipervisor ou bare-metal) e VMs. O monitoramento das VMs inclui uptime do sistema e processos sendo rodados, além do status da VM e do Servidor. O monitoramento do servidor consiste no monitoramento dos status geral do equipamento.

Monitorando as VMs garantimos que os serviços rodados nelas se mantenham disponíveis. Monitorando o servidor temos controle da saúde do equipamento, podendo planejar upgrades ou trocas de equipamento antes que o mesmo chegue ao limite.

Indicamos que você conheça o nosso monitoramento 24×7 e  converse com um dos nossos especialistas para entender melhor quais itens você pode monitorar em sua rede! Entre em contato com nosso time e agende uma conversa

Lucas Kazama | coordenador do Made4noc

Deixe uma resposta