Instalação de PFSense como Gateway de sua rede. - Made4it
Screen Shot 2020 02 24 at 11.35.59 1
Dashboard Personalizada e Gráficos de CDN por tempo – Novidades Made4Flow 24/02/2020
24/02/2020
Criação de VPN utilizando PFSense e OpenVPN
25/03/2020

Instalação de PFSense como Gateway de sua rede.

512px PfSense logo

Nesse artigo, vamos abordar a instalação do servidor PFSense na sua rede, para que possa usufruir de todas as funcionalidades que essa plataforma possui, que vão desde Firewall e NATs, até Proxy e VPN, tudo em um servidor leve e simples de configurar.

Download do Instalador

O primeiro passo será acessar o site https://www.pfsense.org/download/ e definir a arquitetura e espelho que serão baixados. Para nossos propositos, utilizaremos a Arquitetura AMD64, utilizando o Instalador ‘CD Image (ISO)’, para subir como uma VM comum. O espelho pode ser o mais perto do seu local atual, caso esteja no Brasil, pode ser o de Nova York mesmo.

Made4it - 1 download
Selecionar a Arquitetura, Instalador e Mirror, conforme necessidade. Trabalharemos com o Instalador em ISO.
O Arquivo baixado será no formato ‘.gz’, para fins de compressão. Podemos utilizar o WinRAR ou 7zip, ou o compactador de sua preferência. Ao finalizar o download, basta extrair o arquivo para obter o .ISO que estará compactado.

Configurações da Máquina

Vamos seguir para a criação da VM. Nesse ponto, a máquina deve ser dimensionada de acordo com sua estrutra e o que será realizado nela. Quanto mais regras de Firewall/NAT, Proxy e recursos utilizados, e quantidade de Máquinas que o PFSense vai atender, maior a necessidade de recursos, mas de qualquer forma, não deverá ser nada muito pesado.
Para nossa instalação, irei utilizar uma VM com 1GB de RAM, utilizando de 8GB de Disco e um núcleo de processamento.

É importante que a máquina tenha sempre duas interfaces de rede, sendo uma WAN e uma LAN. A interface LAN, como o nome já diz, irá se conectar à rede interna, comunicando com a sua estrutura. Já a interface WAN irá se comunicar com a rede externa.

Dessa forma, o PFSense irá servir como Gateway para a estrutura interna, poderá atuar como DNS, Proxy, Firewall, DHCP Server, e todo o restante que o mesmo oferece.

Instalação

Após a VM estar preparada, vamos dar início na Instalação do PFSense. Para começarmos, basta fazer sua máquina dar boot utilizando a ISO que baixamos. Em caso de máquina física, basta gravar a ISO e inserir no Drive de CD, para que possamos fazer o boot através do Instalador.

Made4it - 2 install
Primeira tela ao Bootar a ISO do PFSense.

Na primeira tela, podemos concordar com os termos de Uso, então, selecionar a opção ‘Install’.

Made4it - 3 licence
É importante estar de acordo com os termos para instalação.
Made4it - 4 start
Ao selecionar a opção ‘Install’, o PFSense irá seguir na com a instalação.

Após isso, será exibida uma tela para a seleção do formato de teclado atual. Basta escolher a opção ‘Brazilian’, caso o teclado seja ABNT-2, ou dar um ‘Continue’ em caso de teclado Americano/Internacional, que são os formatos mais comuns. Caso utilize outra estrutura de teclado, é só escolher a opção referente ao formato atual.

Made4it - 5 keyboard
Selecionar a opção de Teclado que está utilizando no momento.

Escolhendo o mapeamento de teclas, podemos fazer o Particionamento de disco, nesse caso, podemos escolher a opção ‘Auto (UFS)’, que o instalador irá particionar automaticamente e instalar o Sistema com as configurações padrão.

Made4it - 6 partitioning
A opção ‘Auto (UFS)’ faz todo o trabalho automaticamente, particionando e instalando o serviço.

Finalizando a instalação, podemos subir o Shell para editar algumas configurações manuais pontuais, ou rebootar a máquina para que o PfSense suba corretamente. Irei apenas rebootar a máquina e configurar após ele estar UP corretamente. Para isso, basta clicar em ‘No’, e então em ‘Reboot’. Lembrando de remover a ISO após encerrar o instalador.

Made4it - 7 finish
A opção ‘No’ irá reiniciar a máquina, para subir o serviço do PFSense.
Made4it - 8 reboot
Selecionar a opção ‘reboot’ para os serviços serem restartados.

Caso tenha feito tudo corretamente, terá uma tela semelhante à essa:

Made4it - 9 cli
Tela de Boas-Vindas do PFSense.

Caso queira alterar ou assignar o IP de acesso da máquina, pode selecionar a opção “2) Set interface(s) IP address” na CLI, então definir qual interface irá alterar.

Ao digitar o IP, definimos à máscara de sub-rede (1 a 31), e por fim, definir o gateway do server. Caso seja uma interface LAN, basta teclar ‘Enter’, visto que o gateway será apenas para a WAN.

O PFSense irá ‘perguntar’ se gostaria de utilizar IPv6 nele, e configurar um DHCP Server através dele, para que outras máquinas possam pegar IP automaticamente do PFSense na rede.

Made4it - change ip
Interface de configuração de IP.

Configuração WEB

Com a parte da instalação estando finalizada, podemos partir para as configurações básicas na tela WEB, chamada de WebGUI.

Caso não consiga acesso na parte WEB, mas tenha ping para a máquina, basta selecionar a opção “8) Shell” e então rodar o comando “easyrule pass wan tcp x.x.x.x y.y.y.y 443” (substituindo x.x.x.x pelo seu IP e y.y.y.y pela máscara de sub-rede) para permitir o IP de origem especificado a acessar a tela WEB. Caso não tenha sucesso com o comando anterior, pode rodar o “pfSsh.php playback enableallowallwan“, que irá permitir TODAS as conexões na porta WAN.

É importante acessar e configurar o firewall bloqueando acesso logo em seguida, para evitar possíveis invasões no server!

Tendo acesso à tela WEB, basta logar no PfSense com o acesso padrão, sendo usuário “admin” e a senha “pfsense”. 

Made4it - 10 web
Tela padrão de login do PFSense. Por padrão, o acesso se dá com o usuário ‘admin’ e com a senha ‘pfsense’

Logo ao acessar pela primeira vez, um Wizard de configuração irá o auxiliar a configurar o servidor.

Primeiramente, basta dar <Next> para concordar com as informações. Chegando na tela de Configuração Geral, basta preencher com os dados pertinentes ao seu server (Hostname, Domínio, DNS Servers).

Made4it - wizard 1
Primeira tela do Wizard. Algumas informações sobre a Netgate e seu Suporte.
Made4it - wizard 2
Tela 2 de 9. Nessa tela, configuramos algumas informações gerais para o server, como Hostname e DNS.

Em seguida, selecionar o servidor NTP de horário e a Timezone. É importante que o horário esteja correto, pois o PFSense trabalha com algumas opções de Agendamento, assim como manter o horário correto, facilita na visualização de logs e análise de dados com Timestamp.

Made4it - wizard 3
Tela 3 de 9. Nessa parte, configuramos o NTP do servidor, para manter o horário correto.

No passo 4/9, temos as configurações de rede.

Mais uma vez, basta preencher de acordo com o seu cenário atual. No fim desse passo tem duas opções muito importantes:

  • Block RFC1918 Private Networks: Essa opção irá bloquear acesso de IPs privados da RFC1918 na interface WAN. Com isso, apenas a LAN estará acessível à IPs privados.
  • Block bogon networks: Essa opção irá bloquear tráfego de bogons na interface WAN. Bogons, resumidamente, se tratam de IPs reservados não pertinentes à RFC1918, assim como IPs não alocados por orgãos de regulamentação.

Independente dessas opções, é sempre interessante filtrar a interface WAN à IPs de fora de seu conhecimento, para impedir ataques e invasões na sua infra-estrutura.

Made4it - wizard 4
Tela 4 de 9. Algumas opções de rede importantes. É recomendado marcar ambas, para ter uma maior segurança.

No passo 5/9, temos a configuração da interface LAN, caso deseje fazer alguma alteração. Por padrão, essa interface atua como ‘Gateway’.

Made4it - wizard 5
Tela 5 de 9. Configuração de IP na interface LAN, caso deseje alterar.

Para o passo 6/9, temos a alteração de senha do user ‘admin’. É extremamente recomendável a alteração, pois, a senha padrão acaba trazendo uma vulnerabilidade ao server e à toda a sua infra-estrutura.
Na sequência, o ‘Wizard’ irá aplicar o que foi feito e concluir as alterações. Basta clicar em ‘Finish’.

Made4it - wizard 6
Tela 6 de 9. Alterar a senha de Administrador é sempre uma boa prática.
Made4it - wizard 7
Tela 7 de 9. Basta clicar em ‘Reload’ para aplicar as alterações.
Made4it - wizard 8
Tela 8 de 9. Informação de que suas configurações estão sendo salvas.
Made4it - wizard 9
Tela 9 de 9. Tudo pronto!

Ao finalizar o Wizard, teremos nosso PFSense pronto para o uso!

Nos próximos posts. Iremos ensinar a criar uma VPN utilizando o PFSense, para que tenha acesso à sua Rede Interna, através de sua casa.

Obrigado e até os próximos Posts.

Adriano Elias de Souza
Consultor de TI
Made4it

1 Comment

  1. […] nosso último artigo, aprendemos a instalar e configurar o PFSense, para ser utilizado como o Gateway de sua rede, […]

Deixe uma resposta

Iniciar conversa
Olá, fale conosco via WhatsApp